Jardim Vertical: Aprenda Como Fazer e Usar em sua Parede

Publicado por


Em muitos locais a falta de espaço era um grave problema para quem gosta de ter plantas em casa ou desejava ter um belo jardim. Hoje isso não acontece mais. Com a falta de espaço existente, os arquitetos e paisagistas criaram o famoso jardim vertical. Ele é lindo e tem sido uma ótima opção para quem deseja ter um jardim, mas mora em um apartamento ou espaço pequeno.

Também conhecido como parede verde, o jardim vertical tem feito sucesso não só em locais pequenos, mas também nas grandes casas, isso se deve a beleza e o charme que as plantas trazem para casa e também ao ótimo ar. Para quem deseja ter uma parede verde é bem simples, basta ir a uma loja de paisagismo e comprar os materiais adequados que mais combinem com o local.

Os tipos de plantas mais adequadas a esses jardins são da espécie epífitas, que necessitam de poucos nutrientes e pouca água para sobreviverem, pois retiram nutrientes da atmosfera, e devido ao seu crescimento e desenvolvimento serem lentos são ideais quando acomodados em espaços pequenos.

Uma dica para não danificar a parede é prender os vasos em tábuas de madeira, como se fosse um painel. As madeiras mais indicadas para isso são as tabuas em MDF ou conglomerado. Antes de pregar essas tábuas na parede, você deve pintá-la e impermeabilizá-la para que a parede não adquira a umidade das plantas e venha enfraquecer ocorrendo risco de quedas.

Já existem vasos específicos para esse tipo de jardinagem. Eles possuem um dos lados reto o que facilita para fixar nas tabuas. Vem em diversos materiais e os mais indicados são os de plástico devido à leveza que possuem. Existem já prontos nas lojas estruturas de metal com os vasos de alumínio que também são ótimas escolhas.

Os jardins verticais são maravilhosos, eles trazem amplitude ao ambiente, reduzem a poluição sonora, visual e do ar, além de proporcionar uma sensação de estar bem mais próximo a natureza. Monte já o seu e se surpreenda com os resultados.



Comments

Deixe sua opinião
Mensagem

*