Qsymia Emagrece Mesmo?

Phytophen

O medicamento nem mesmo é facilmente encontrado no País, mas já é especulado como uma das alternativas eficientes para aqueles que buscam diversas formas de emagrecer, mas não conseguem. Qsymia é a junção de dois medicamentos fortemente apontados para efeitos prejudiciais que retardam a perda de peso. Vale atentarmos para as indicações de uso e os resultados de pesquisas, pois elas são muito úteis para refletirmos sobre os efeitos secundários e as possíveis consequências que podem ocorrer com sua saúde.

Abaixo você poderá conhecer mais sobre o medicamento e avaliar se Qsymia emagrece mesmo ou se é apenas mais uma das especulações apontadas por pessoas que desejam emagrecer de todas as formas… Saudáveis ou não.

O que é Qsymia?

Estudos provaram que pessoas que tomam Qsymia podem emagrecer de 6% a 7% mais que pessoas que se dedicam à perda de peso sem qualquer suplementação. O remédio é feito através da junção de dois medicamentos: A fentermina e topiramato. O primeiro se responsabiliza pela redução de apetite, já o segundo é capaz de reduzir a compulsão por doces e alimentos gordurosos. Os dois efeitos são extremamente poderosos, já que a maioria dos casos de obesidade tende a ocorrer devido a esses desvios de alimentação. A fentermina pertence a um grupo de medicamentos chamado aminas simpatomiméticas, já o topiramato é caracterizado como anticonvulsivo ou uma droga anti-epiléptica.

Como tomar Qsymia

Não é recomendável dissolver as cápsulas ou mastig´å-las, pois isso pode elevar a probabilidade de ocorrência dos efeitos colaterais, devido a liberação mais rápida das substâncias.

Recomenda-se consumir o medicamento no período da manhã. Tomar esse medicamento sempre de acordo com as prescrições pode reduzir a possibilidade de dependência.

Qsymia emagrece mesmo?

Pode-se afirmar que tomar Qsymia emagrece, mas é importante que você saiba como o medicamento se comporta em seu organismo.

A fentermina é caracterizada como um anorexígeno, ela é capaz de reduzir o apetite, o que pode induzir à anorexia. Seus benefícios são tão potentes que seu uso foi proibido pela ANVISA, utilizarando o argumento de que o medicamento pode contribuir com mais efeitos colaterais que benefícios.

Já o topiramato é muito comum em tratamentos de compulsão alimentar e pode reduzir aqueles desejos inexplicáveis de comer um brigadeiro ou um saboroso hambúrguer. Ele reduz esses desejos sem fundamentos, e é muito utilizado para tratamentos de convulsões e enxaquecas, mas em contra partida, ele pode ocasionar consequências ao funcionamento cerebral, pois reduz a eficiência de memorização e raciocínio.

Os efeitos também não podem ser garantidos, principalmente após a interrupção do tratamento, pois o medicamento age apenas sobre a compulsão alimentar e o apetite das pessoas. Assim, você poderá obter todo o peso perdido caso retorne a uma alimentação irregular e pouco saudável após o tratamento. Qsymina emagrece mesmo, mas cabe a você refletir se vale a pena se tornar dependente desse medicamento ou buscar alternativas saudáveis para reduzir seu peso e ficar livre de consequências futuras.

Efeitos colaterais do Qsymia

Tomar Qsymia no período noturno pode resultar em insônias e dificuldades na hora de dormir. Os efeitos colaterais podem ser mais comuns e agravantes em caso de uso excessivo do remédio e se seu consumo for feito junto a outras suplementações para intensificar a queima de gorduras.

Em caso de dosagens altas e consumo a longo prazo, podem ocorrer convulsões e abstinência, principalmente se houver consumo de bebidas alcoólicas e drogas.

Poderá ocorrer formigamento nas mãos, boca seca, sonolência ou dificuldade de dormir, tonturas, fadiga, prisão de ventre e inclusive sabor metálico na boca.

O uso de Qsymia também pode ocasionar dificuldade de concentração, pedras nos rins, redução na frequência dos batimentos cardíacos, perda de consciência, dores ao urinar e até reduzir a saúde dos ossos.

O topiramato dificilmente oferecerá efeitos colaterais, mas em casos mais graves de excesso de uso, pode-se haver casos de problemas secundários na visão, pode ocorrer dores nos olhos e até vermelhidão. Ele também pode reduzir sua capacidade de transpirar e ainda aumentar a possibilidade de ocorrência de insolação. É recomendável que a ingestão de água seja ainda maior durante o tratamento com Qsymia.

Tonturas, dificuldade para respirar, comichão e inchaços no rosto são características de reações alérgicas, então atente para que essas reações não se agravem, interrompa o tratamento e busque orientação médica.

Contra indicações

O uso de Qsymia é contra indicado para gestantes e mulheres em fase de amamentação. As substâncias podem oferecer riscos ao feto, como aumentar a possibilidade de problemas congênitos, como a formação de lábio leporino e também comprometer a composição do leite materno.

Pessoas que estão em tratamentos com remédios contra convulsões e transtornos também devem evitar o consumo de Qsymia, pois o uso do remédio pode ocasionar oscilações de humor e até depressão e sentimentos e comportamentos suicidas.

Casos isolados de alergias são raros, mas não podem ser descartados, então atente para as reações; em caso de identificação, busque orientação médica para esclarecimento de dúvidas.

O consumo não é recomendável para pessoas de idades avançadas, pois pode resultar na elevação da pressão arterial e tonturas. Em caso de diabéticos, o uso de Qsymia deve ser acompanhado por visitas frequentes ao médico, para que os níveis de açúcar sejam sempre avaliados para reduzir a ocorrência de hipoglicemia.

Orientação de um médico

Não tome Qsymia sem a orientação de um profissional da saúde. Apenas ele poderá avaliar as suas reais necessidades de um tratamento paralelo para intensificar a queima de calorias em sua dieta. Busque um médico de confiança e que possa esclarecer todas as suas duvidas, para que não ponha sua vida em risco apenas por fins estéticos.

Dieta é fundamental

Não acredite que a Qsymia irá oferecer efeitos milagrosos para você emagrecer. Qsymia emagrece mesmo, mas requer dedicação, então, para que você possa se sentir feliz com a redução das medidas, adote uma alimentação equilibrada e nutritiva para seu corpo se manter forte e saudável para reagir da melhor forma possível diante dos possíveis efeitos colaterais oferecidos pelo medicamento.

Exercícios físicos

As atividades físicas são fundamentais para você queimar mais calorias que ingerir diariamente. Elas poderão intensificar a queima de gorduras e manter seu metabolismo ativo de forma continua durante todo o dia. Busque os exercícios que melhor se adequam ao seu gosto pessoal e faça dessa prática uma nova forma de lazer saudável para a sua vida.

Qsymia no Brasil

Concluimos então que Qsymia emagrece, mas você deve entender que sua venda ainda não foi permitida aqui no Brasil. Sua fama se tornou ampla devido à divulgação em diversos países que desfrutaram dos benefícios da junção dos remédios para a redução do percentual de gordura de pessoas obesas.

Como todos os medicamentos para emagrecer, cabe a você avaliar os efeitos colaterais e reconhecer se o uso é realmente seguro ou não. De acordo com os estudos realizados nos Estados Unidos, a Qsymia já se tornou uma das motivações extras para as pessoas buscarem se adequar ao seu IMC ideal, mas nós brasileiros ainda teremos que aguardar para testar se Qsymia emagrece mesmo ou não.

Fonte Bibliografica:http://www.prefeituradegravata.com.br/phytophen-funciona/http://www.pmpontebranca.com.br/phytophen-formula/